Buscar
  • usuariozest

Mobi.E quer entrar em 2021 com 1400 postos de carregamento

Atualizado: 24 de Nov de 2020


Cinco anos depois de ter sido criada com o objetivo de repor em funcionamento a rede piloto de postos de carregamento e atuar como Entidade Gestora da Mobilidade Elétrica, a Mobi.E apresentou recentemente um novo posicionamento e uma imagem renovada.


Desde o início da fase plena de mercado da mobilidade elétrica, a 1 de julho de 2020, a Mobi.E tem vindo a transferir gradualmente as competências para os agentes de mercado, numa altura em que a rede conta com postos de carregamento em 268 municípios. A empresa tem como objetivo alargar a cobertura geográfica à totalidade dos municípios nacionais até ao final deste ano, assim como atingir a marca de 1 400 postos de carregamento.


“Queremos ser o motor que dá vida ao Ciclo da Mobilidade e, com a nossa experiência e know-how, pretendemos dar vida a uma nova mobilidade, mais inovadora e contagiante. Queremos reforçar o nosso papel enquanto instrumento público do Estado para o desenvolvimento de uma mobilidade sustentável e atuar no mercado regulado enquanto Entidade Gestora da Rede de Mobilidade Elétrica”, referiu Luís Barroso, Presidente da Mobi.E.


De acordo com a empresa, com estes pressupostos, a Mobi.E procura contribuir para que se alcancem os objetivos definidos para a descarbonização no setor da mobilidade e transportes: o Roteiro para a Neutralidade Carbónica que define que o setor seja neutro em termos de emissões em 2050; e o Plano Nacional Energia e Clima 2030 que projeta como meta para o setor a redução de gases de efeito de estufa de 40% até 2030.


“A época que vivemos convida a refletir e a Mobi.E também tem de acompanhar este clima de mudança. Nasce um novo posicionamento pensado para ajudar o desígnio de querermos um mundo melhor, um futuro mais sustentável, dando um contributo sólido para ajudar a alcançar os objetivos definidos para a descarbonização”, reforça Luís Barroso.


Enquanto instrumento público para o desenvolvimento da mobilidade sustentável, a MObi.E vai atuar em quatro domínios: promoção da mobilidade elétrica como solução de futuro; concretização das políticas públicas definidas pelo Governo para o desenvolvimento da mobilidade elétrica e a sua integração com outros modos; contribuição ativa para acelerar o processo de transição para a mobilidade elétrica; e monitorização do desenvolvimento da rede Mobi.E, propondo ajustamentos que se entendam necessários para melhorar a sua eficiência e contribuindo para a sua implementação.


“Para o próximo ano temos objetivos muito ambiciosos, além de concretizarmos investimento, vamos combater a desinformação e credibilizar o nosso modelo. Estamos a trabalhar num plano para dar a conhecer a Mobi.E e a rede Mobi.E, daí estarmos a apresentar este novo posicionamento e nova assinatura sob o mote Damos Vida ao Futuro. Estamos também a trabalhar nas redes sociais da Mobi.E e no desenvolvimento de um novo site, assim como num conjunto de ações que permite dar a conhecer a mobilidade elétrica e o funcionamento da rede Mobi.E”, refere Luís Barroso.


A rede Mobi.E conta com mais de 1 000 postos de carregamento, em mais de 85% dos municípios portugueses, incluindo as Regiões Autónomas. Registou cerca 80 mil carregamentos nos primeiros dez meses de 2020, tendo efetuado investimentos na ordem dos 3 milhões de euros. A rede disponibiliza eletricidade de 18 Comercializadores de Eletricidade para a Mobilidade Elétrica (CEME).


Fonte: Green Future-AutoMagazine


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo